Como fazer as malas para a Maternidade

Camisolas ou pijamas com abertura na frente para facilitar a amamentação (pelo menos três — eles podem sujar por causa do sangramento pós-parto). Tem gente que prefere roupas confortáveis de ficar em casa, em vez de pijama, inclusive para receber as visitas.

Calcinhas grandes e confortáveis, já “testadas”, de preferência as que você já está usando na gravidez. Você vai ter de usá-las com absorventes enormes, seja parto normal ou cesárea. Leve cinco pelo menos.

Penhoar para andar pelos corredores do hospital depois do parto e para receber visitas, se você for usar.

Chinelo ou sandália de dedo, grande para caber em pés inchados (eles incham ainda mais depois do parto).

Meias

Sutiãs de amamentação (pelo menos dois)

Absorventes para os seios

Produtos de higiene pessoal como escova, xampu, condicionador, sabonete, escova de dentes e creme dental (a maternidade pode até oferecer, mas você vai preferir os produtos a que já está acostumada). Leve também ao menos um batom, para as fotos e e filmagens.

Absorventes — lembre-se de que é normal ter sangramento depois do parto (tanto vaginal como cesárea). Os hospitais costumam fornecer absorventes, mas leve pelo menos uma embalagem do tipo noturno ou pós-parto, se você tiver uma marca preferida.

Roupas para a saída do hospital que sejam compatíveis com a amamentação, folgadas e bem confortáveis, já que a barriga de grávida não some de um dia para o outro!

Máquina fotográfica e carregador, se você tiver equipamento fotográfico separado do celular.

Cartões de memória ou um esquema já planejado para armazenar fotos e vídeos.

Lembrancinhas e enfeite de porta, se tiver preparado esses itens com antecedência. Se não, não se preocupe, eles não são essenciais.

Lista predefinida com os contatos das pessoas a serem avisadas do nascimento, e instruções sobre como você quer que o anúncio seja feito.

Fraldas descartáveis costumam ser cedidas pelas maternidades e hospitais, porém informe-se com antecedência para não ser pega desprevenida.

Os itens abaixo são recomendados com alguma sobra, porque é comum bebês acabarem tendo que fazer muitas trocas de roupa por dia. Considere levar:

 

  • macacões tamanho RN

 

  • bodies ou camisas tipo pagão

 

  • calças com pé (mijão)

 

  • manta de algodão

 

  • xale de linha ou de tecido quente

 

  • casaquinhos, de preferência com botões na frente e que não tenham que passar pela cabeça

 

  • Fraldas de tecido e paninhos de bocapara apoiar no ombro ao colocar o bebê para arrotar

 

  • pares de meias, se estiver muito frio

Recém-nascidos costumam ficar internados por no máximo três dias, em condições normais.

Lembre-se de lavar tudo antes com sabão de coco ou neutro e de separar as roupas que sejam adequadas para a época do ano.

É verdade que os bebês ao nascer precisam ser mantidos em temperatura mais quente, mas não exagere nos agasalhos, porque eles podem deixar seu filho desconfortável.

Se estiver na dúvida, peça orientação às enfermeiras da maternidade nas primeiras trocas.

As maternidades preferem que os bebês não usem lacinhos nem pulseirinhas, que podem acabar se perdendo nas trocas.

 

  • Pijama (se for dormir no hospital)

 

  • Escova de dente e creme dental

 

  • Muda de roupa e sapatos confortáveis

 

  • Documentos e dinheiro trocado

 

  • Celular e carregador

 

Além da mala, na hora de sair de casa há outros itens que você deve se lembrar de pegar. Faça uma lista e deixe bem visível para verificar, na pressa de sair, se não esqueceu nada:

  • carteirinha do plano de saúde ou cartão do SUS
  • cartão de pré-natal ou carta do médico com informações do pré-natal
  • documentos pessoais
  • carregador de celular
  • E claro a máquina fotográfica para registrar todos os momentos da chegada do bebe